A limpeza de espaços industriais como as áreas de produção, pátios, armazéns, entre outros, é uma das grandes preocupações das empresas. Além de um ambiente com muitos funcionários, uma parte representativa das instalações possui uma diversidade de ambientes como galpões, máquinas, refeitórios, área externa e escritórios.

Diante disso, a Abralimp (Associação Brasileira do Mercado de Limpeza Profissional) selecionou algumas orientações para realizar a limpeza adequada e eficiente nestes ambientes de maneira estratégica, mantendo o nível de qualidade dos produtos e serviços, além de proporcionar aos colaboradores um local de trabalho adequado.

  1. Contrate profissionais capacitados

Para otimizar a higienização e reduzir custos operacionais, as indústrias apostam na contratação de serviços especializados de limpeza, pois a assepsia correta das superfícies que acumulam resíduos como pó, materiais particulados, detritos e manchas de fluidos, por exemplo, contribui para a manutenção das instalações físicas e prolonga a vida útil de máquinas e equipamentos.

 

 

  • Não comprometa a operação logística

 

A equipe de limpeza precisará sempre se adequar aos horários e rotinas do Centro de Distribuição da empresa, pois a prioridade de operação é sempre do cliente. Desta forma, devem ser aproveitados os entre turnos das equipes e também devem ser priorizadas as áreas não utilizadas. Corredores principais e acessos de grande fluxo dificilmente podem ser interditados para realizar a limpeza.

 

 

  • Atente para as especificações de limpeza

 

A limpeza profissional começa com responsabilidades básicas, como a higienização de escritório, cuidados com o banheiro e com o chão, mas podem progredir para áreas mais desafiadoras que exigem o uso de produtos químicos adequados, equipamentos e procedimentos em ambientes de acesso controlado, por exemplo.

 

  1. Separe as equipes para limpeza de diferentes ambientes

Dependendo do tamanho do local, recomenda-se utilizar equipes separadas para a limpeza das áreas críticas e não críticas. Escritórios, refeitórios, áreas comuns e espaço de armazém seriam considerados não críticos. As áreas críticas incluem laboratórios de pesquisa, produção e áreas de manufatura onde o trabalho é especializado e requer mais treinamento e supervisão bem próxima.

 

 

  • Segurança para usuários, trabalhadores e clientes

 

A segurança é a maior preocupação em todos os tipos de instalações, mas assume um significado especial com instalações industriais. A adoção dos devidos equipamentos de proteção individual (EPIs) torna-se essencial para segurança dos operadores. O equipamento adequado será um requisito e deve ser usado em todas as áreas de produção. Os EPIs adequados podem incluir óculos de segurança, luvas, capacete, cintos, coletes, tampões para os ouvidos, calçados antiderrapantes ou de ponta dura, joelheiras, entre outros.

 

Com o objetivo de levar as últimas novidades do mercado de limpeza profissional para o setor industrial, a Abralimp (Associação Brasileira do Mercado Institucional de Limpeza) realiza de 20 a 22 de agosto a 26ª edição da Higiexpo, a maior feira de Produtos e Serviços para Higiene, Limpeza e Conservação Ambiental.

Higiexpo 2019.
Data: De 20 a 22 de agosto
Horário: das 13h às 20h00
Endereço: São Paulo Expo (Rodovia dos Imigrantes, km 1,5 – Vila Água Funda)
Informações e inscrições em http://higiexpo.com.br/

Fonte: ABRALIMP e ADS Comunicação Corporativa.