ANO ELEITORAL É SEMPRE ANO DE INCERTEZAS. Mas, poucas vezes o cenário foi tão difícil de prever quanto o que deve se formar após 7 de outubro de 2018.

Como o empresariado pode se planejar, atuar, investir, sem fazer ideia de quem estará à frente da nação daqui a pouco menos de cinco meses? Talvez a resposta esteja em uma visão mais global sobre a limpeza.

Ron Segura, presidente de uma das mais importantes consultorias norte-americanas sobre Limpeza Profissional (e que foi palestrante no congresso Higicon 2017) compartilhou recentemente importantes informações para quem busca programar seu negócio de limpeza para prosperar no futuro.

Um dos conceitos-chave, ele aponta, é manter o foco nas necessidades do amanhã. Concentrar-se apenas em soluções para os desafios de hoje engessa o negócio. É preciso manter os olhos abertos para os desafios que seus clientes podem vir a enfrentar daqui dois ou três anos.

Outro conselho é ouvir seus trabalhadores de campo. Equipes que estão no dia a dia da limpeza podem identificar rapidamente oportunidades para tornar a limpeza mais eficaz, mais segura e mais sustentável. Dê aos seus trabalhadores ferramentas, plataformas e meios de trazer sugestões. E não se esqueça de colocá-las em prática.

No caso de empresas de limpeza mais antigas, é comum que operem há tanto tempo da mesma forma que certas práticas estejam enraizadas em sua cultura. Por isso, contratar um consultor externo pode ser o segredo para identificar o que precisa ser mudado, como evoluir e como conduzir a empresa de forma confortável a novos direcionamentos.

Prestadores de serviços de limpeza focados em apenas um nicho de mercado, também devem ficar atentos. É comum empresas focarem em atendem prioritariamente hospitais, shoppings, instituições de ensino, escritórios ou mesmo a área pública. Não se esqueça que mudanças acontecem, e acontecem rapidamente. Por exemplo, setores públicos podem não ter verba para honrar seus compromissos com fornecedores, como visto em várias capitais brasileiras em 2017. Se este é um de seus nichos, é hora de sair em busca de novos.

Por fim, Ron Segura lembra o que talvez seja o mais importante dos conselhos nestes tempos incertos: aprenda a olhar ao redor. É comum empresários se concentrarem apenas no que estão fazendo seus concorrentes. Mas você já pensou, por exemplo, como a indústria de revestimento de pisos está mudando? Hoje, temos menos carpetes e mais pisos de superfícies duras, incluindo revestimentos de luxo. Toda a cadeia de limpeza precisa estar atenta para adaptar seu escopo de serviços e selecionar equipamentos que atendam às novas necessidades.

Em resumo, é preciso estar preparado para as mudanças que estão chegando. Isso significa olhar para fora das esferas habituais e pensar criativamente. Ser precavido e estar atento é a chave para garantir a prosperidade futura dos negócios. E isso pode até ser impactado por quem vai ocupar a cadeira no Palácio do Planalto. Mas depende sobretudo de quem ocupa a cadeira mais importante de sua empresa: você.

Boa leitura!