LIMPEZA VERDE SIGNIFICA O USO DE PRODUTOS e serviços que têm um menor impacto na saúde humana e no meio ambiente, em comparação a produtos ou serviços concorrentes que atendem o mesmo objetivo. Ao menos esta é definição norte-americana, estabelecida pelo ex-presidente Barack Obama, na Ordem Executiva N°. 13514. Embora simples em sua abordagem, esta definição incorpora três conceitos fundamentais, conforme abaixo:

SAÚDE HUMANA

Claro, o principal objetivo da limpeza é proteger a saúde humana, de modo que qualquer definição de verde ou ambientalmente preferível deve abordar as considerações relativas à saúde das pessoas. No campo da limpeza verde, isso significa que é preciso dar a devida atenção aos impactos que a limpeza tem sobre a saúde de quem realiza a atividade, bem como dos ocupantes do local que está sendo limpo. Deve haver ainda mais prudência em locais onde há grupos vulneráveis, como crianças, idosos e pessoas com sistema imunológico reduzido.

COMPARATIVO

Note que a definição citada de limpeza verde é de natureza comparativa. Em outras palavras, não define um ponto final absoluto do que é ambientalmente preferível. Em vez disso, faz uma comparação com os produtos e serviços concorrentes e, assim, incentiva a melhoria contínua ao longo do espectro verde.

PERFORMANCE

Por fim, implícito nesta definição está o conceito de que os produtos e serviços verdes devem desempenhar a função pretendida de limpeza. Desenvolver um produto verde que é incapaz de limpar a contento é um desperdício de recursos e, portanto, a antítese do que é ambientalmente preferível. Mais ainda, o desempenho dos produtos de limpeza é fundamental para a manutenção de um ambiente interno seguro e saudável.

[Reproduzido com permissão da ISSA (2018). Esta coluna é dedicada a informações da ISSA e Afidamp, entidades parceiras da Abralimp, que estão entre as principais associações mundiais da indústria de Limpeza. Você pode acessar o texto original em: http://bit.ly/2G7sxy6].