Abralimp mostra que boas práticas de limpeza são ferramentas no combate à proliferação do coronavírus

Prevenção do Coronavírus

As empresas de limpeza profissional estão sendo preparadas para apoiar a sociedade contra a proliferação dos casos de coronavírus, que ameaça vários países incluindo o Brasil.

Neste sentido, a Associação Brasileira de Limpeza Profissional (Abralimp) reforça que limpeza e saúde são fatores indissociáveis. “A limpeza profissional pode ser uma importante barreira para esse grande desafio de conter a epidemia. Acredito que nosso mercado institucional de limpeza vai ter cada vez mais importância na saúde humana”, afirma o presidente da Abralimp, David James Drake.

Por isso, o presidente da Abralimp aponta que o mercado de limpeza profissional está preparado para utilizar produtos químicos que combatam qualquer tipo de germes, bactérias e vírus. A correta limpeza das superfícies previnem a contaminação por contato de objetos (mesas, maçanetas, telefones, computadores, elevadores e outros) em áreas de tráfego intenso de qualquer ambiente.

Equipes de limpeza profissional

As equipes de limpeza também são treinadas a se proteger com o uso de equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para o processo de higienização. “A limpeza é o primeiro requisito para garantir a qualidade de vida de todos. Ela consiste em uma série de operações destinadas a tornar o ambiente adequado à vida das pessoas que ali vivem ou permanecem e incluem químicos, máquinas e procedimentos de limpeza”, ressalta Drake.

De forma geral, a principal maneira de transmissão dos coronavírus se dá por contato próximo de pessoa a pessoa. Esse contato pode ser físico ou a permanência no mesmo local que a pessoa doente.  Assim, a população também tem papel importante, de seguir as orientações para a higienização correta das mãos e outros procedimentos que podem evitar a proliferação.

Dicas de prevenção

Confira as dicas selecionadas pela Abralimp, em caso de risco de contágio também no Brasil:

  • Lave bem as mãos e com frequência. Pode ser utilizado álcool gel ou água e sabão. Para uma higienização correta das mãos, a Abralimp recomenda a escolha de sabonete com ação microbiana;
  • A técnica certa de lavagem das mãos também inclui etapas como a lavagem do dorso das mãos, dedos e toda circunferência;
  • Evite tocar os olhos, nariz e boca sem ter higienizado as mãos;
  • Higienizar adequadamente com maior frequência os locais e superfícies de trabalho, como mesas, aparelhos telefônicos, teclados, mouses, controles remotos;
  • Ainda no trabalho, é importante realizar com frequência a limpeza de pontos de contato nos ambientes tais como: maçanetas, interruptores, botões etc;
  • Realizar a limpeza com os EPIs adequados como luvas, óculos de proteção, sapatos fechados e máscaras quando necessário;
  • Em locais com possibilidade de contágio, como hospitais com pacientes contaminados, o uso de máscara cirúrgica é fundamental;
  • Não compartilhe objetos de uso pessoal, como garfos, facas ou copos;
  • Evite contato próximo com pessoas que apresentam infecções respiratórias;
  • Evite contato com animais que possam estar doentes;
  • Caso apresente febre, tosse ou dificuldade de respirar, procure um médico e compartilhe com ele o seu histórico de viagens;
  • Ao tossir ou espirrar, cubra a boca e o nariz;
  • Mantenha os ambientes abertos e ventilados;
  • Cozinhe bem alimentos como ovos e carne e evite o consumo de produtos crus de origem animal.

Higienização das mãos

A Abralimp disponibiliza o conteúdo da cartilha “Dicas sobre a correta higienização das mãos”, com livre acesso para os assinantes do Portal Revista Higiplus. De forma didática estão listados os procedimentos corretos para melhor eficácia na limpeza das mãos. Útil a todos, o material destaca ainda as especificações requeridas para a aplicação dos profissionais da limpeza em ambiente hospitalar.

 

 

 

Fontes: Ministério da Saúde, OMS e Carlos Eduardo P. De Castro Mello – Diretor de Conteúdo Técnico da ABRALIMP.

Foto: Gerd Altmann por Pixabay.