Medida impulsiona a retomada do setor

Expo Retomada aconteceu no Santos Convention Center, em Santos — Foto: Thiago D’Almeida/A Tribuna Jornal.

A prefeitura de São Paulo acaba de publicar o decreto Nº 60.396, de 23 de julho de 2021, que permite a realização de feiras, congressos e eventos de negócios na cidade. A medida também altera as disposições para expedição de novos alvarás de autorização para eventos públicos e temporários durante a situação emergencial da pandemia.

A medida é resultado do empenho do Grupo de Trabalho criado pelo prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes, para discutir a retomada do setor na cidade. Liderada por Rodrigo Goulart, vereador e presidente da Comissão Extraordinária de Apoio ao Desenvolvimento do Turismo do Lazer, Gastronomia e Eventos, a iniciativa anunciou, em primeira mão durante a realização da Expo Retomada 2021, que aconteceu nos dias 21 e 22 de julho em Santos (SP), a revogação dos decretos e portarias que limitavam a realização de eventos de negócios na capital paulista.

Para tanto, fica autorizado, a partir de agora, a realização de feiras, convenções, congressos e outros eventos, bem como alteradas as disposições para expedição de novos alvarás de autorização para eventos públicos e temporários durante a situação de emergência decorrente do coronavírus.

Também fica autorizado o funcionamento dos parques e equipamentos esportivos municipais, assim como a retomada dos Termos de Permissão de Uso para a ocupação de mesas, cadeiras e toldos nos passeios públicos de São Paulo.

O decreto condiciona ao momento em que a cidade atingir a marca de vacinação de 80% da população elegível, com ao menos uma dose da vacina contra a Covid-19, para autorizar a realização de eventos na Cidade de São Paulo e que sejam atendidas as regras e restrições de funcionamento dos estabelecimentos previstas no Plano São Paulo.

Quando a marca for atingida, também haverá autorização para o funcionamento dos parques municipais e dos equipamentos esportivos municipais em seus horários normais e regulares, inclusive nos finais de semana e feriados.

Expectativa positiva

Vereador Rodrigo Goulart.

Segundo Goulart, o objetivo é substituir a atual legislação em vigor por um novo protocolo alinhado ao Plano São Paulo, justamente após a avaliação dos resultados da Expo Retomada.

“A partir de agora, seguiremos os protocolos sanitários a partir dos eventos-testes. Isso é muito importante, pois havia limitações que consideravam no máximo 600 pessoas ou duas mil em uma autorização, sem levar em consideração a questão da metragem quadrada”, enfatizou.

Ainda de acordo com o vereador, a questão da categorização dos decretos que tratavam eventos como aglomeração foi outro importante destaque. “As próximas providencias serão consideradas a partir dos resultados e análises dos eventos-testes para toda a cidade. Acredito que muitas, senão todas as cidades do estado seguirão o exemplo de São Paulo. Essa é a expectativa do setor, com impacto muito positivo”, adiantou Goulart.

“Já temos a confirmação da maior feira do Brasil, a Apas Show, já marcando a grande retomada ainda este ano”, anunciou ele. “Em breve, com toda a segurança da revogação dos decretos e os protocolos construídos junto com as entidades participantes, teremos uma segurança ainda maior para o cronograma de eventos”, acrescentou.

Confira o Decreto nº 60.396 de 23 de julho de 2021 na íntegra: https://legislacao.prefeitura.sp.gov.br/leis/decreto-60396-de-23-de-julho-de-2021

Marco para a indústria de eventos

Da esquerda para direita: Fernando Lummertz, idealizador do evento, Patrícia Ellen, Secretária de Estado e Maurício Macedo, CEO da Fiera Milano.

A Expo Retomada, iniciativa desenvolvida por Paulo Octavio Almeida e Fernando Lummertz ao lado das principais entidades e empresas do segmento de feiras de negócios, aconteceu nos dias 21 e 22 de julho em Santos, no litoral de São Paulo, e marcou o retorno às atividades presenciais do setor de eventos.

Chancelada pelo Governo Estadual, a edição integrou um projeto piloto no qual eventos-teste serão realizados em São Paulo para orientar a retomada do setor. Realizado com distanciamento e protocolos sanitários.

Na ocasião, o número de visitantes foi reduzido e bem abaixo da capacidade máxima permitida pelo Santos Convention Center, para garantir os protocolos recomendados e também o acompanhamento e a fiscalização por parte da Secretaria de Saúde Estadual, Municipal e Vigilância Sanitária durante todo o evento. “Ao todo, entre staff, prestadores de serviços, expositores e visitantes chegamos a um número de 1504 pessoas todas, sem exceção, 100% testadas”, enfatizou Lummertz.

De acordo com ele, antes de tudo o que norteou a realização do evento foi a segurança sanitária. Antes de SP, o evento já havia contado com edições em Salvador e Goiânia. “Priorizamos a aplicação de todos os protocolos nacionais e internacionais recomendados para a realização de eventos de negócios. Até porque, eles são indutores da economia e não da pandemia”.

Para o especialista, o retorno que se pretende, a partir da realização de eventos de negócios, deve ser muito responsável e garantir a aplicação de todos os protocolos de biossegurança, em particular, daqueles que foram desenvolvidos pelas próprias entidades participantes: ABEOC, ABRACE, SINDIPROM e UBRAFE.

“O propósito da Expo Retomada, desde a primeira edição, têm sido de evidenciar para toda a sociedade e para o poder público – em especial – que realizar eventos de negócios com aplicação de protocolos adequados é possível e seguro”, pontua Lummertz.

Ele prossegue explicando: “o que não se justifica, de modo algum, que shopping centers e muitas outras atividades em todo o país estejam funcionando quase que normalmente, com aplicação de protocolos muito simples, sem monitoramento de público, e atividades como a dos eventos de negócios, que tem absoluto controle do antes, durante e depois do evento, estejam inteiramente paralisadas. Além disso, nossos protocolos vão muito além de uma simples medição de temperatura, uso de máscara e álcool gel”.

Durante o evento, foi obrigatório o uso de máscaras; a planta baixa do evento foi concebida para respeitar o distanciamento social; a aferição de temperatura foi realizada à distância; o acesso ao ambiente aconteceu por QR Code; catracas eletrônicas automáticas e dispensers de álcool gel também foram distribuídos por todo o local.

Plenária Expo Retomada Santos.

Check list dos protocolos utilizados no evento:

– credenciamento exclusivamente online (com dados para rastreamento posterior e geração de QR Code);

– testagem de temperatura;

– aplicação de álcool gel;

– estandes e auditórios com capacidade reduzida de público;

– ruas mais largas e unidirecionais;

– serviços de alimentos e bebidas com protocolos oficiais de bares e restaurantes (orientação de descarte de sobras em locais pré-determinados);

– banheiros e demais áreas comuns limpos e higienizados com maior freqüência;

– máscaras do tipo face shield sobre máscara KN 95 para atendentes, recepcionistas e seguranças;

– orientadores de público via painéis de led e outros recursos de fácil percepção visual;

– orientadores presenciais para abordar o público e recomendar distanciamento;

– uso intenso de tecnologia digital para reduzir drasticamente a circulação de papéis.

Como medida adicional de segurança, a Expo Retomada está realizando a retestagem de 1/3 dos participantes do evento com a intenção de obter uma amostragem que consolide os dados obtidos, através de metodologia confiável, para a confirmação dos protocolos de biossegurança. “Iniciamos uma campanha de monitoramento para acompanhar 100% dos participantes através de breves questionários com informações básicas sobre possíveis sintomas da Covid-19”.

“O que nos move nesta indústria é realizar eventos seguros e que proporcionem bons resultados para todos aqueles que deles participam. E, para fazer isso, entendemos que a retomada se dará de maneira gradual, consciente e priorizando – acima de tudo – a saúde e o bem-estar das pessoas”, esclarece Lummertz.

“A partir de agora, os dados obtidos com a realização da Expo Retomada Santos serão tabulados e encaminhados para as autoridades de saúde de modo a proporcionar uma orientação de conduta que, por ser segura, deverá ser adotada por todos que estejam reiniciando a realização dos eventos de negócios”, conclui.

A Expo Retomada 2021 contou ainda com o apoio e participação das Secretarias de Saúde do Estado e do Município de Santos, além da Abralimp, que esteve representada no evento pelo vice-presidente executivo, Ricardo Nogueira, pelo Diretor da Câmara de Distribuidores João Carlos da Silva Moreira e pela diretora executiva da entidade, Denise Cruz.

Da esquerda para a direita: Cleusa Moreira (Centerlimp); Denise Cruz (Abralimp), o vereador Rodrigo Goulart; Ricardo Nogueira e João Carlos da Silva Moreira (Abralimp).

 

 

 

Fonte: ABRALIMP.

Foto/Divulgação: ABRALIMP.