Desafio duplo: integração à nova equipe no meio da pandemia

Ela chegou à Abralimp junto com a pandemia, bem no meio do furacão, em março de 2020. Indicada por Nátaly Vasconcellos (integrante do time de marketing), a paulistana Gisele Ferreira de Souza Ribeiro assumiu o posto como assistente de conteúdo técnico.

“Assim que iniciei na Abralimp veio a pandemia”, relembra, para acrescentar: “Sou muito grata à todas as meninas que me deram apoio neste período louco e, principalmente, à Erika por ter sido muito paciente com todas as minhas dúvidas. Confesso: não foi nada fácil aprender tudo à distância!”, diz, mencionando a gestora Erika Duarte Francisco, coordenadora de conteúdo técnico na entidade.

Cabe à profissional de 36 anos, formada em Química e pós-graduada em Especialização em Análise Instrumental, fazer o acompanhamento das Reuniões de Câmaras Setoriais.

“Sou responsável pela organização das reuniões junto aos diretores das câmaras, desde a definição da pauta com eles, o envio do convite, as confirmações de presença até o registro em ata do que foi discutido e acordado. Executo também o atendimento aos associados como o primeiro contato, os benefícios e todo o processo para filiação e desfiliações. Na UniAbralimp, fico à frente de toda a operação para os cursos serem ministrados mensalmente.”, explica.

Com passagens anteriores por sete empresas, a carreira de Gisele começou em laboratórios, dada a sua formação acadêmica. Dentre os setores em que trabalhou estão fábricas de produtos domissanitários (saneantes de uso doméstico), laboratório de análises de alimentos e, na indústria farmacêutica.

“Nas companhias onde atuei como química, sempre trabalhei no Controle de Qualidade. Após mais de oito anos trabalhando em laboratórios busquei novos oportunidades em uma associação do setor de Papel e Celulose, onde acabei iniciando uma pós na área, entretanto não finalizei. Mas é aqui na Abralimp onde me sinto realizada tanto profissional quanto pessoalmente”, conta.

Tudo na agenda

Apesar do distanciamento social imposto pela pandemia, Gisele gosta da sua rotina acompanhando as reuniões e os cursos da UniAbralimp. “Não vejo a hora de tudo isso acabar e nossas atividades retornarem ao normal.”, comenta ela.

Para facilitar o fluxo de demandas, o Outlook entra em cena: “Ele me ajuda muito a manter minha organização. Sempre que tenho uma tarefa ou surge alguma demanda mais urgente eu já coloco na agenda para evitar esquecimentos”.

O comprometimento e entrosamento com a equipe também a auxiliam no dia a dia. Além disso, a alegria com que todas as colaboradoras trabalham e a ajuda mútua a motivam muito no ambiente da Abralimp.

Quando não está no batente Gisele se dedica a ver filmes e jogar vídeo game acompanhada pelo marido Rogério, também de 36 anos. Séries também estão na lista de preferências, mas ela confessa que faz tempo que não acompanha nenhuma. “A última que assisti foi Dark, da Netflix”. Ah, e ela também gosta de cozinhar – tanto doces como salgados. E fazer cachecol no tear de pregos: “Adoro!”

Bebê a vista

Mas não foi só o trabalho que veio com a pandemia. Gisele acaba de adotar um cachorrinho – Espoleta. Era tutora de três bichanos, mas dois já viraram estrelinha e somente a gatinha Camila integra a família.

“Tenho também a Minie, cachorrinha do Rogério, que chegou ganhando o amor da minha família”. Engana-se quem pensa que ela gosta apenas de cães e gatos – sua paixão. “Já tive outros animais como tartaruga e coelho”, relembra.

Apesar do seu medo de altura, há alguns anos atrás venceu este desafio e viajou de avião para conhecer as lindas praias de Vila Velha (ES). Em sua lista de realizações está faltando conquistar um outro grande sonho: ser mãe. “Eu e meu marido estamos planejando um baby até o final deste ano”, finaliza

 

 

Fonte: Associação Brasileira do Mercado de Limpeza Profissional – ABRALIMP.

Foto: ABRALIMP.