Durante bate papo as candidatas apontaram os desafios profissionais impostos pela pandemia

Com abertura de Renato Rattis, diretor da Câmara de Facility da Abralimp e Rosangela Manteigas, presidente do Grupo Mulheres de Facilities (GMF), o evento online celebrou a presença das mulheres no universo do facility destacando a importância do “Prêmio Mulher Destaque em Facilities”, que elegerá a profissional de maior relevância para o segmento no Brasil.

“O prêmio é muito importante para o grupo, além de proporcionar protagonismo, trazendo o lado humano das profissionais. Além disso, ao longo do ano vamos confirmando como as mulheres estão em destaque na área de facility”, enfatizou Rosangela na abertura do encontro.

Por dentro do “Prêmio Mulher Destaque em Facilities” apresentou em formato de um bate papo as experiências e expectativas das candidatas para o setor no pós pandemia, além do compartilhamento das experiências adquiridas pelas candidatas com a pandemia ao longo dos últimos meses.

Além dos anfitriões, Andrea Braune (Dow Química), Livia Gomes Lourenço (JLL), Sabrina A. Martinho Espinós (Mercado Livre), Vanessa Zietlow (99 Tecnologia), Ana Claudia Morrissy Machado (Shell) e Ana Paula Araújo Santos (Hospital Albert Einstein) marcaram presença no encontro.

Breve apresentação

Gerente de facility na unidade brasileira da corporação americana especializada em produtos químicos, plásticos e agropecuários, Andrea Braune tem especialização em Administração de Empresas.

Lívia Lourenço é embaixadora do IFM community Brasil e gestora de facility pela JLL em um grande contrato no segmento alimentício. É Formada em Administração.

Sabrina Espinós é arquiteta com pós-graduação em Gerenciamento de Empreendimentos. Responde pela gestão da infraestrutura e experiência do usuário e serviços de facility no Mercado Livre.

Formada em Marketing e Direito Vanessa Zietlow é Head de Facility e Workplace da 99 Tecnologia do Brasil.

Responsável por facility da Shell na América Latina, Ana Claudia Morrisy Machado é engenheira civil, com mestrado e doutorado em engenharia industrial e tem MBA em Administração de empresas e negócios.

Gerente de facility service, Ana Paula Araujo Santos é graduada em Tecnologia da Informação. Tem uma pós-graduação em Hotelaria Hospitalar; outra em Administração de Negócios e um MBA Executivo em Gestão de Saúde.

Desafios impostos pela pandemia

Para as convidadas o susto inicial foi grande, mas como a área está acostumada com demandas não planejadas foi preciso zelar para que tudo continuasse funcionando corretamente. Em comum todas as apontaram os desafios enfrentados nos últimos meses e a relevância alcançada pelo setor de facility.

“Fazemos parte de um grupo multidisciplinar composto por diversas áreas com todos trabalhando juntos com varias ações partindo de facility – fundamental para um trabalho de time”, destacou Andrea Braune.

Livia Lourenço salientou o destaque da área para que todos os setores dentro das corporações funcionem. Além disso, a convidada também apontou a importância da comunicação, já que os processos passam pela área de Facility Management.

“Manter todas as áreas funcionando de forma remodelada foi fundamental, mas a segurança das pessoas sempre será importante, além de não deixar os negócios dos clientes parar. E tudo isso foi um grande desafio”, completou a entrevistada.

“Os desafios foram mudando ao longo dos meses”, relembrou Sabrina Espinós, acrescentando: “a grande tarefa foi entender quais as melhores práticas e produtos para higienizar, já que a limpeza ficou muito em evidência”. Segundo a convidada compreender como manter os ambientes seguros tem sido uma tarefa grande, com aplicação das práticas em conjunto com todos os times. “Mas o grande desafio é entender qual será o próximo passo”.

Vanessa Zietlow citou o desafio da gestão de fornecedores. “Também estamos cuidando da saúde mental dos colaboradores e pensar em ações para quem está em casa. Desta forma o facility também contribuiu para o que pode ser melhorado”. A gestão do budget foi outra medida para consolidar a presença do FM dentro das corporações.

Segundo Ana Machado três grandes fases marcaram os últimos meses do setor, com grandes desafios. “Fechar os sites não significou abandonar as instalações. Nos ambientes corporativos foi mais fácil, mas para locais que não pararam foi um jogo de quebra-cabeças. Em nenhum momento da história tivemos referência para nos apoiar, virando tentativa e erro. No segundo momento foi preciso aumentar o engajamento e a liderança da organização com todas as áreas que fazem fronteira com o facility. E por fim, passamos a discutir a possibilidade do retorno com diversas áreas com necessidades diferentes”.

“O desafio da infraestrutura foi muito grande para aumentar a capacidade dos leitos, além da contratação prevista de mil profissionais somente da área da saúde. Desta forma facility foi muito atuante para cuidar desde uniformes, guarda-volumes, soluções para vestiário e um pilar fundamental: a comunicação para garantir a informação linear para atingir dos funcionários para atravessar um momento de incertezas com uma dinâmica e celeridade”, relembrou Ana Paula Araujo.

Percepção em relação ao prêmio

Em consenso as entrevistadas relatam susto, emoção e alegria pelo reconhecimento proporcionado com a indicação ao prêmio. Além disso, elas também indicam a relevância trazida não apenas para as carreiras de cada uma, mas para o setor como um todo.

Rosangela Manteigas diz que o respeito é notório entre as candidatas. “Não há quem vai ganhar. Todas já são vencedoras. Portanto, o amor, o cuidado, a empatia e a dedicação indicados por cada uma das participantes é o que levará o setor adiante e fará com que todos caminhem juntos no mesmo sentido”.

Por fim, Renato Rattis concluiu o encontro falando sobre o carinho e a dedicação dos profissionais do setor. “A pandemia nos afastou, trouxe diversos desafios e nos fez superar muita coisa. E este encontro serviu para compartilhar muito conhecimento”.

 

Clique aqui e assista ao conteúdo completo do webinar

 

Fonte: ABRALIMP.

Foto/Divulgação: ABRALIMP.