Associados Abralimp listam medidas para garantir maior eficácia no processo

Ao contratar serviços de limpeza profissional alguns cuidados devem ser tomados para a obtenção de melhores resultados. Não basta apenas listar o que precisa ser feito. É preciso checar a procedência e a gestão do prestador para evitar dores de cabeça futura. É o que indicam alguns associados da Abralimp.

Djalma Malta, membro da Câmara de Serviços, relembra que a entidade fez uma cartilha no passado justamente para orientar os contratantes na hora da escolha. “Uma dica é observar a idoneidade financeira e a comprovação das obrigações trabalhistas e tributárias.

Institucional

 Toni Ketendjian, membro do comitê técnico da Abralimp, aponta também que nem sempre o tempo de atividades da empresa é fator determinante. “Para avaliar confira as condições da sede, se está modernizada, bem integrada à tecnologia da informação, se a frota está em bom estado. Observe a apresentação como um todo”, ensina.

Guilherme Salla, membro da Câmara de Serviços, acrescenta que mesmo em tempos de pandemia é importante visitar a sede da empresa para entender como o colaborador é recebido, treinado e capacitado. “Essa vista ajudará a entender eventuais demandas”, explica.

Malta faz coro e acrescenta ainda que uma empresa prestadora de serviço deve estar comprometida com seu cliente, sendo proativa e trazendo sempre propostas inovadoras com planejamento da execução do serviço em sinergia com os valores e expectativas dos clientes.

Aspecto técnico

Estar tecnicamente apto para atender o escopo do contrato é condição sine qua non. Mas o contratante deve verificar a frequência dos treinamentos aplicados aos profissionais que atuam na linha de frente. “Participar de capacitação em categorias como Abralimp e Abecam são fundamentais.

“Dentro da Abralimp, por exemplo, os prestadores de serviço associados estão diretamente conectados a toda a cadeia de fornecedores do mercado, recebendo em primeira mão as novidades”, acrescenta Salla.

Observar a linguagem explicativa, coerência e esclarecimento dos pontos abordados pelo prestador de serviço é outra dica dos entrevistados. “Mesmo que técnica, a explicação precisa ser compreensível”, aponta Ketendjian, para completar que o contratante deve solicitar a relação de equipamentos disponíveis para a realização dos serviços e conferir se são atualizados.

“Se informe quanto ao uso de produtos. Atente se são de uso profissional e de marcas reconhecidas pelo mercado institucional; se são homologados pelas entidades fiscalizadoras e reguladoras como ANVISA e, Ministério da Saúde, entre outros”, diz.

Aliás, solicitar fichas técnicas dos produtos utilizados nos procedimentos é outra dica valiosa apontada pelos entrevistados. “É fundamental que os contratados utilizem adequadamente produtos e equipamentos com economia dos recursos naturais”, enfatiza Malta, para complementar: “a empresa deve ainda oferecer ferramentas e equipamentos de trabalho que garantam agilidade no serviço com impactos positivos para o cliente, além de demonstrar capacidade profissional da equipe na gestão da operação”.

Salla lembra que a avaliação operacional é imprescindível na tomada de decisão. “Todo o serviço deve ser baseado em técnicas, freqüência e rotinas bem definidas. Um plano de trabalho é primordial para que tanto contratante como contratada possam fiscalizar e auditar o serviço contratado”.

Os associados também destacam que todo orçamento deve estar sempre acompanhado de cronograma, metodologia e distribuição de mão de obra aplicada para garantir melhores resultados. “Orçamento só com vistoria prévia”, orienta Malta.

Orientações gerais

É sabido que a maior parte das prestadoras de serviços tem reclamações trabalhistas, mesmo operando da forma mais correta possível. Por isso é preciso solicitar a certidão de débitos trabalhistas.

“Esse documento mostra quais as ações que foram demandadas e se a empresa atendeu todas as penalidades imputadas em juízo. Ou seja, processo trabalhista todo mundo tem, mas há quem não se responsabilize por eles. Consulte também o sindicato laboral da categoria.”, ensina Ketendjian.

Pedir certidões atualizadas de FGTS, INSS, entre outras, com freqüência é outra medida para evitar problemas futuros. “O contratante deve solicitar todas as certidões negativas de débitos da empresa que irá participar da concorrência ou mesmo da vencedora. Essa documentação atesta e a saúde financeira, além de garantir que os débitos trabalhistas e fiscais estão em dia”, enfatiza Salla para acrescentar: “vale lembrar que o contratante é co-responsável por qualquer irregularidade que venha acontecer”.

Fique atento

Conhecer o negócio do cliente, ser engajada e fazer planos de trabalho bem feitos, além de demonstrar um cronograma de mobilização eficiente são quesitos que devem ser observados por quem vai contratar um prestador de serviço.

Conferir as referências comerciais também é uma forma de assegurar a qualidade que está sendo oferecida. “Sempre importante verificar com os parceiros atuais da empresa que está se contratando o nível de satisfação e entrega. Por se tratar de um serviço que não é possível avaliar a qualidade antes do fechamento do contrato, quanto mais referência comercial for possível colher, melhor.”, ensina Salla.

Associados Abralimp

“Por isso, ao contratar serviços de associados Abralimp o cliente encontra empresas preocupadas com o desenvolvimento organizacional e do setor como um todo, visto que a entidade promove cursos, reuniões setoriais, pesquisas e busca integrar toda a cadeia produtiva do segmento, sejam prestadores, fornecedores, produtores, distribuidores, e tomadores de serviços”, explica Carlos Eduardo Panzarin de Castro Mello, diretor técnico da Abralimp.

Ainda segundo Mello, esse é também um diferencial competitivo. “Tendo em vista que os associados têm acesso a informações e subsídios para propor as melhores práticas na prestação dos serviços de limpeza profissional, dentro de rigorosos padrões técnicos e de ética, o contratante terá mais vantagens ao escolher uma empresa associada Abralimp”, conclui.

 

 

Fonte: Associação Brasileira do Mercado de Limpeza Profissional – ABRALIMP.

Foto/Divulgação: ABRALIMP