Mauro Campos esclareceu durante entrevista as principais dúvidas sobre a correta nomenclatura adotada com as normas em Facility Management 41000

Durante bate papo no Higiplus Entrevista Mauro Campos – participante do Comitê 267 da ABNT para as normas em Facility Management 41000 e recém eleito vice-presidente executivo da ABRAFAC (Associação Brasileira de Facility Management, Property & Workplace) esclareceu dúvidas sobre a nomenclatura correta dos termos utilizados no setor de Facility Management (FM).

Após um ano da publicação em língua portuguesa do conjunto de normas técnicas em Facility Management série 41000 diversas dúvidas ainda rondam o mercado e o convidado – também líder da tradução – chamou a atenção para o correto uso das expressões a partir de agora.

“Na prática temos quatro normas publicadas e traduzidas para o português, com adaptação dos termos para nossa língua”, explica. “Elas passam a balizar o segmento: 41011 – Vocabulário; 41012 – Compras no setor de Facility Management, 41013 – Técnica sobre definições e a cereja do bolo: 41001 – Norma de gestão de FM certificável”, acrescenta.

Segundo ele, a partir de agora a NBR ISO 41001 proporcionará a certificação de empresas. “Logicamente quando começamos a falar uma nova linguagem é importante ter um vocabulário apropriado. Daí a aplicação da norma”, diz.

Falando a mesma língua

“É importante que o mercado fale a mesma língua e entenda os mesmos termos, já que há muito tempo se criava opiniões e divisões do que é, propriamente, Facility Management”, ressalta Campos.

Por definição, o vocabulário será mantido em inglês e indicará os três “P” da área: pessoas, propriedade e processos. “com as palavras neste formato e arranjo ao utilizar Facility Management estaremos dizendo que se trata de uma área que diz respeito a pessoas”, diz.

Termos incorretos

“Eu sei que estamos muito acostumados a dizer gestão de facilities, mas irei pedir licença a todos – e não é um preciosismo – pois temos que falar a mesma linguagem. Por isso devemos dizer Facility Management ou Facilities Management”, esclarece o entrevistado.

De forma bastante didática Campos explicou ainda a diferença entre o emprego dos termos, como gerente de facilities. “O termo correto é Facility Manager. Desta forma o profissional também está se posicionando corretamente, visto que as empresas do setor que contratam também estão organizando as estruturas de forma global. Até porque o facility é o prédio da empresa, não o profissional”, reitera.

Outro ponto destacado foi a definição sobre serviços de facilities. De acordo com a norma 41011significa a provisão de suporte às atividades primárias de uma organização entregues por um prestador interno ou externo. “Ao utilizar termos corretos a relação fica mais sadia e alinhando as expectativas tanto dos profissionais quanto dos contratantes”, finaliza Campos.

 

Clique aqui para assistir ao bate-papo na íntegra!

 

Fonte: ABRALIMP.

Foto/ Divulgação: ABRALIMP.