Concorrente ao “Prêmio Mulher Destaque em Facilities” responde por Facilities e Workplace na 99 Tecnologia

Quando não está trabalhando Vanessa Zietlow, 41 anos, gosta de ir para a praia, praticar atividades físicas, andar de bike ou simplesmente caminhar. “O sol me energiza”, conta a Head de Facilities e Workplace da 99 Tecnologia do Brasil.

Porém, quando o assunto é atividade profissional a candidata ao “Prêmio Mulher Destaque em Facilities” cuida de diversas atribuições: gestão integral de facilities, real state e viagens entre outras responsabilidades.

Com uma equipe composta por três colaboradores diretos e mais 30 indiretos, a profissional está sempre atenta aos desafios da rotina e à motivação dos funcionários. “Procuro engajar meu time para trabalhar ao meu lado e tê-los como reais parceiros no dia a dia”,diz.

Além disso, ter um bom relacionamento com as áreas que são clientes dentro da companhia é outra medida integrante da estratégia para entregar sempre os melhores resultados. Mas ela revela: “no ambiente corporativo a motivação é acreditar que as pessoas verão a área de facilities como essencial para a continuidade dos negócios”.

Porém, em relação à gestão de serviços o que mais motiva a paulistana formada em Marketing pela Universidade Paulista e em Direito pela Universidade Bandeirante (SP) é mostrar aos colaboradores da companhia toda a insfraestrutura preparada para que eles possam passar grande parte do dia.

Manter no radar a clara noção financeira e os dados de seu setor para mostrar aos líderes da empresa o quanto Facilities pode contribuir para a tomada de decisões é outra dica compartilhada pela profissional.

Do marketing para o Facilities

Mas quem vê a desenvoltura de Vanessa nem imagina que, na verdade, ela começou a carreira profissional em outro segmento. Antes de virar referência em serviços de facilidades ela atuava no departamento de Marketing de outra empresa.

No entanto, tudo começou a mudar quando, naquela na época ela precisou auxiliar o chefe executando diversas atividades. “Passei a agregar tarefas de facilities e logo depois me deram uma oportunidade para coordenar a área”, relembra. Daí foi um pulo para tomar gosto pelo segmento.

Tanto que a profissional se lembra de uma experiência em uma indústria alimentícia pela qual já passou. “Fiz um projeto de mudança de escritório de um lugar para outro e fui reconhecida pelos diretores, com direito a homenagem surpresa no meio da empresa e entrega de flores”, conta.

Mais recentemente, já na 99 a profissional resolveu realizar atividades remotas junto ao time para tornar o momento mais leve e fácil de enfrentar mesmo para quem está em home office. Como resultado recebeu um prêmio global da companhia, além do reconhecimento pelas iniciativas durante a quarentena.

“Fui pega de surpresa durante uma reunião por videoconferência e não consegui segurar a emoção”, relembra. “Fui às lágrimas por ter sido reconhecida e fiquei muito feliz pela companhia também valorizar a área de facilities e as atividades desempenhadas”.

Estímulo na pandemia

Baseada no escritório da empresa localizado na região da Avenida Luis Carlos Berrini – importante eixo corporativo da capital – Vanessa conta que o setor é normalmente desafiador, mas a pandemia trouxe novos e importantes estímulos. “Um deles é gerenciar os escritórios à distância. O outro é trazer uma visão estratégica para auxiliar a organização na tomada de decisões”, explica.

Para a profissional a adaptação de não ter contato físico com as pessoas e o trabalho remoto estão sendo um novo aprendizado importante para todos. “Mas acredito que conseguimos produzir mais, assim como dar mais atenção para a família, perder menos tempo no trânsito, ganhar mais tempo para a saúde e atividades físicas”, enfatiza. “Aliás, minha rotina mudou para melhor! As atividades fluem e tenho maior concentração”, comemora.

“Desde o início da pandemia semanalmente realizo um call com meu time apenas para saber como eles estão. O que estão fazendo e o que querem compartilhar uns com os outros. Além disso, também propus algumas dinâmicas para entrosamento pessoal e, principalmente para evitar falar da pandemia”, diz a especialista. “Tem funcionado bem. Percebo que todos estão ainda mais engajados em suas atividades”.

Mas apesar de ter capitaneado junto à equipe diversas iniciativas para proporcionar aos colaboradores todo o respaldo para o trabalho em casa através de aplicação de ergonomia, ações online com naturóloga e orientação para auto-massagem, relaxamento, além de apoio psicológico para suportar o isolamento, entre outras iniciativas, a pauta prioritária no check list de Vanessa ultimamente tem sido o plano de retorno dos funcionários ao escritório.

E como muita coisa mudou e novos protocolos de higiene passaram a fazer parte do escopo ela está atenta para gerir as atividades dos prestadores de serviço terceirizados, assim como a aplicação de treinamentos e, principalmente, a nova etiqueta de comportamento no ambiente de trabalho.

Trabalho voluntário

Mas apesar de todas as atribuições Vanessa tem reservado um tempinho para ler, estudar e se aperfeiçoar profissionalmente. Além de assistir séries, dar atenção ao marido, familiares e amigos e cuidar do pet de estimação, o buldogue francês Bud.

Atenta às pessoas, ela também procura contribuir socialmente na comunidade onde mora, fazendo atividades e ajudando os que mais precisam. Mas acalenta com carinho um sonho para ser realizado no futuro: viajar para a África para conhecer a cultura, ficar por lá um tempo e realizar algum trabalho voluntário.

E quanto à indicação ao prêmio? “Fui pega de surpresa! Acredito estar concorrendo com profissionais incríveis ao meu lado, as quais admiro muito pelo trabalho e o valor delas no mercado, além do profissionalismo na área”.

E sobre a premiação? “Estou ansiosa, mas acredito que os critérios estabelecidos para a escolha indicarão uma profissional de destaque – e qualquer uma delas será um resultado incrível!”, finaliza.

 

 

Fonte: ABRALIMP – Associação Brasileira do Mercado de Limpeza Profissional.

Foto: Divulgação.