Em entrevista Denise Cruz, gerente executiva da entidade, destacou as ações realizadas ao longo dos últimos meses

Desde o início da pandemia a Abralimp tem intensificado esforços em todas as frentes para desenvolver e disponibilizar informações relevantes, conteúdo técnico e qualificado, além de impulsionar o engajamento de toda a cadeia produtiva.

Para detalhar as iniciativas realizadas pelo setor de limpeza profissional ao longo dos últimos seis meses o Higiplus Entrevista conversou com Denise Cruz, gerente executiva da associação.

No início de 2020 as notícias que chegavam de outros países citavam a expansão de um vírus ainda sem nome que estava causando uma doença desconhecida, porém, era muito distante da realidade brasileira. Até que, de uma hora para outra tudo mudou.

Mas o desafio mesmo foi absorver o impacto e responder imediatamente com ações para balizar todo o mercado, que se viu abruptamente, no centro das atenções. Definitivamente, a limpeza ganhou relevância.

“Começamos o ano com uma nova direx e uma programação completa. Estávamos atentos ao que vinha de outras partes do mundo, mas à medida que o vírus foi expandindo muito rapidamente precisamos ajustar nosso planejamento em apenas duas semanas. Na ocasião estávamos em um período de cursos presenciais, recebendo várias pessoas e não se sabia muito sobre os procedimentos que deveriam ser adotados. Então começamos a tomar iniciativas imediatamente.”, relembra.

Segundo Denise as mudanças eram muito repentinas. “O planejamento acabou sendo por hora. Na sequência fechamos a sede, passamos a trabalhar em home office graças a uma estrutura em nuvem na qual já utilizávamos. Mas como temos uma equipe muito engajada e, embora com todas as dificuldades no âmbito pessoal e familiar, foi possível alocar tudo e tocar todas as demandas diante da situação desafiadora”.

Principais desafios

Para a executiva, a higienização das superfícies passou a ganhar destaque como forma de conter o avanço da contaminação. Neste momento então a Abralimp passou a protagonizar o setor de limpeza no Brasil.

“Rapidamente os associados se uniram e formataram um fórum colaborativo em um cenário no qual havia escassez de informação, produtos e EPI´s. E justamente essa foi uma fase de grande aprendizado para todos”, enfatiza.

Com uso de diversas ferramentas como WhatsApp e reuniões online, entre outras foi possível a aproximação entre os associados, além da participação engajada nas câmaras setoriais – fundamental para o engajamento de toda a cadeia produtiva.

“Houve muita interação e participação de associados de diversas partes do país. A partir daí foi possível padronizar procedimentos e protocolos imprescindíveis para quem estava na linha de frente”, destaca a gerente.

Denise conta que a grande preocupação da Abralimp foi, desde o início da quarentena, disseminar a regulamentação de produtos e equipamentos, além da importância da verificação de registro para garantir o padrão de qualidade das atividades.

“Isso serviu de guia tanto para os associados como também para nortear a sociedade. Até para o setor doméstico acabamos fornecendo informações importantes”, acrescentou.

Protagonismo

Entre as diversas iniciativas, a entidade também desenvolveu manuais para auxiliar a conter a disseminação da doença, além de criar um canal de comunicação para tirar dúvidas.

“Também disponibilizamos cursos gratuitos.”, diz Denise, que completa: “esses últimos seis meses proporcionaram uma nova visão do setor fazendo com que as pessoas abrissem os ouvidos para a importância do segmento”.

Com enfoque na capacitação, a Abralimp, através do braço educacional da associação – a UniAbralimp, lançou cursos EAD, além da inclusão de novos conteúdos de interesse para a setor. “Temos muitas novidades para 2021. A capacitação ganhará bastante enfoque”, anuncia.

 

Clique aqui, para assistir esse bate papo na íntegra!

 

Fonte: ABRALIMP – Associação Brasileira do Mercado de Limpeza Profissional.

Foto: Divulgação.