Matheus Corrêa, diretor de vendas da empresa associada Diversey Brasil, é o novo diretor da Câmara de Químicos da Abralimp. A história do executivo no setor de limpeza profissional começou em 2004. Um ano e meio antes da conclusão do curso de Engenharia de Alimentos (PUC-GO), foi selecionado no Programa de Estágio de Vendas Técnicas da Diversey, trabalhando durante um ano e meio em uma empresa cliente, multinacional do setor de Alimentos Processados.

O cuidado daquela empresa com a qualidade e a apresentação do produto ao mercado tinha como protagonistas a higiene e a limpeza. Foi então que aprendeu qual o verdadeiro valor desta área, o que lhe trouxe a certeza do caminho profissional a ser trilhado.

Nos 15 anos seguintes fez uma imersão na limpeza profissional. Na área técnico-comercial, esteve nas posições de Vendedor Técnico, Gerente Distrital de Vendas Técnicas, Gerente de Key Account, Gerente de Desenvolvimento de Negócios e Gerente Regional de Vendas Técnicas, o que o permitiu conhecer a realidade do Brasil. “Observei como funciona o nosso país, quais as reais necessidades e carências para saber como as soluções de higiene e limpeza poderiam ajudar a fortalecer o mercado”, ressalta.

Após a vivência em Alimentos e Bebidas, iniciou um novo ciclo de conhecimento, agora nos segmentos Institucionais. Começou pelos Canais de Vendas Indiretas, onde teve o primeiro contato com as Empresas de Facilities, Healthcare, Hospitality, Retail, Food Service, Automotive e outros. “Nestes últimos anos, certamente os mais intensos, me deparei com uma realidade diferente da indústria e posso afirmar que temos grandes oportunidades e espaço para melhorar a profissionalização da mão de obra, os processos de higienização e limpeza, o nível de serviço e a transformação digital do segmento”, aponta.

Frentes de atuação

Corrêa cita a frase do filósofo Platão para ilustrar sua contribuição como diretor da Câmara de Químicos: “A necessidade é a mãe da invenção”. Ele destaca que é importante ter os ouvidos atentos e antecipar as necessidades do setor de limpeza. Desta forma, espera promover a integração e a promoção do mercado de Higiene e Limpeza, atuando em quatro frentes:

  • Câmara de Químicos – Estimular pautas importantes para o desenvolvimento do setor, integrando as empresas fabricantes de produtos químicos num objetivo comum;
  • Mercado – Apoiar a Abralimp em parcerias, na promoção dos eventos, feiras e programas de capacitação e treinamento;
  • ESG (Environment, Social and Governance) – elevar as discussões sócio ambientais, gestão de riscos e como consequência ajudar o segmento a gerar resultados superiores ao longo do tempo;
  • Regulatório – Identificar as necessidades das empresas associadas, dar visibilidade, promover o diálogo e propor ações efetivas dos órgãos regulamentadores.

Desafios da Câmara

Corrêa ressalta que a pandemia gerou uma inevitável necessidade de reciclagem de conceitos básicos de higiene pessoal e de revisão de protocolos de higiene e limpeza. “Em 2020, fomos responsáveis por difundir o importante conceito de “lavar as mãos” e, somado às diversas iniciativas que promovemos no mercado, vivenciamos a Higiene e Limpeza tomando posição de maior destaque em todos os segmentos de mercado. ”

Um dos desafios da Câmara, segundo ele, será justamente o de promover a saúde, bem-estar das pessoas e suportar a retomada da economia. O novo diretor explica que este desafio está alinhado à Missão da Abralimp: Integrar, capacitar, promover, desenvolver e valorizar o mercado de limpeza profissional, para proporcionar bem-estar e preservar a saúde e o meio ambiente.

Corrêa aproveita a oportunidade para reconhecer a importância do trabalho dos integrantes da Câmara de Químicos em 2020. “Como indústrias essenciais, nós atuamos na zona de frente e contribuímos no combate da pandemia. Levamos saúde ao mercado e precisamos nos orgulhar disso! Parabéns a todos!!! Que possamos construir juntos uma câmara integrada e focada nas melhores soluções para o nosso setor. A palavra convence, mas o exemplo arrasta. Como Abralimp devemos assumir essa responsabilidade”, destaca.

 

 

Fonte: ABRALIMP.

Foto/Divulgação: ABRALIMP.